quinta-feira, 8 de março de 2012

ao amor

AO AMOR
Ergo esta taça ao amor que tenho por t.
Entre nós tudo ou nada
Bebo à luz das velas. este vinho branco e cristalino.
Entre connosco a noite e as estrelas cintilantes.
As ondas do mar, vêm beijar-nos oa pés.
Tu nos meus braços, e eu nos teus, encantados,
pelo barulho sussurrante das ondas do mar, aquele
mar sem fim como o nosso AMOR
xtoriasdacarmita/abril/2010