terça-feira, 23 de outubro de 2012

NA CAPOEIRA

NA CAPOEIRA
Era uma vez um galo, uma galinha e dois pintainhos que viviam numa capoeira.
Os pintainhos cresceram e ficaram pintos. O galo ficou triste com a vida,
olhou para a galinha e reparou que já lhe faltavam algumas penas, já não punha ovos, não era a mesma.
Os pintos quando podiam olhavam a mãe –galinha e de vez em quando davam-lhe umas bicadas. O galo nem se fala, até os mais velhos a pisavam.
Que fazer?! Pensou a galinha. Era verdade, era posta de lado em muitas coisas, só era requisitada nos SOS. A galinha queria inverter as coisas,
mas eram bicadas daqui outras dali, era insuportável, lembrou-se que talvez o Deus dos galináceos tivesse pena dela e a ajudasse nesta situação. A verdade é que a força era pouca, mas a esperança era muita.
Até  no Natal a magoavam, mas esta galinha, acima de tudo adorava o Natal,
E chegou à conclusão, não havia nada a fazer…estava escrito.!
    Carmita/2009