quarta-feira, 19 de junho de 2013

Uma Margarida entre as Margaridas

Brincava com os primos no parque infantil,era a mais pequenina e a mais rabina.
Eles saltavam, riam subiam, desciam, mas de repente Margarida começou a afastar-se, e foi dar a um campo cheio de flores, muito colorido, haviam ervas muitas flores, mas sobretudo, papoilas e malmequeres, ou não fosse Primavera. A nossa menina foi andando e já cansada sentou-se num monte de flores brancas, mesmo no meio e toda ela era um sorriso. A  mãe, quando deu por falta da filha, ficou em panico, e todos começaram a procura-la. A mãe chorava, tropeçava em tudo o que encontrava, de repente olhou em frente e viu o campo florido, e lá no meio estava:
         MARGARIDA ENTRE AS MARGARIDAS

    CARMITA/ Junho/2013