domingo, 26 de janeiro de 2014

Alfonsina Storni

Homem, eu quero que compreendas o meu mal. Homem, eu quero que me dês doçura. Homem
, eu trilho os mesmos caminhos. Tu nasceste de uma mãe : entende a minha loucura.

          Alfonsina Storni