quinta-feira, 18 de setembro de 2014

E Ela disse-me:(sem abrigos)


                      São como bandos de pombos à solta, juntos vivem pelos cantos e recantos da cidade.
                      Amanhã mais uns, depois outros e outros.Que pais é este, será que os sem abrigo, não vão acabar?-Ou será que amanhã serei um deles?

      Carmita/Out/2013