domingo, 19 de outubro de 2014

Ao amor


                  Ao Amor, que sem ele não se sobrevive. O amor nasce de geração espontânea, há a amor em todos os lados , basta estar atento e virar para o lado certo.
                  O amor de uma criança é uma doçura sem limite, é sincero, sem interesses.
                  As crianças dão-nos amor mesmo que seja num piscar de olhos.



Carmita/2014