sexta-feira, 14 de novembro de 2014

O CHAPÉU COM FLORES


    Era uma vez  menina que tinha um CHAPÉU COM FLORES, tinha a inocência estampada nos olhos, a alegria nas bochechas e o sorriso nos lábios.
   As abelhinhas quando ela passa, querem poisar no chapéu, e as borboletas esvoaçam à sua volta.
    Ela é feliz, e sente-se bonita. Contente lá vai, com o seu cãozinho ao colo, de vez enquanto, pula salta e até corre. As flores saltitam, mas não caiem, pois a foi a avozinha, que lhe pregou as flores no chapéu.
   A menina chega ao jardim, e os amigos vêm todos a correr ter com ela, larga o cão e começam as brincadeiras, o vento derruba-lhe o     chapéu, que fica plantado na relva.
   Brincaram toda a tarde. A menina foi a correr para casa, com a inocência nos olhos, a alegria nas bochechas, o sorriso, nos lábios e o chapéu, esse lá ficou plantado no relvado.