quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Palavras que roubei .


         Não importa se a estação do ano muda,

         se o século vira, conserva a vontade de viver,

         não se chega a parte alguma sem ela(vontade de viver

                          Fernando Pessoa (Ricardo Reis)



terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Hoje não te vi



               O dia acordou cinzento, mais para o frio do que para a chuva.

               Eu hoje ainda não te vi, sei que estás aí, não me aqueces, é verdade, mas sei que confortas outros.

               Fazes-me falta é certo mas só de saber que dia a após dia, me acompanhas nesta luta diária, que é viver, fico mais animada Hoje é outro, amanhã outro e depois virei eu a receber esses teus raios dourados, que quantas vezes me chegam ao coração.

               Quem fez o Mundo fez perfeito, nós estragamos, mas tu Sol com esse ar soberano, não te deixaste corromper....

       Carmita/Dez/2014


segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Palavras que roubei


         Goza a luz do Sol,
    
         deixa-te acariciar por ele.

         O calor é para todos.

                  Fernando Pessoa

 



sábado, 27 de dezembro de 2014

Palavras que roubei



      Sonha com as estrelas,

      apenas sonha,

      elas só podem brilhar no céu

           Fernando Pessoa


sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

Palavras que roubei



    AMAR

Eu quero amar, amar perdidamente!
Amar só por amar: Aqui...além...
Mais Este e Aquele, o Outro e toda a gente...
Amar!Amar! E não amar ninguém!

      Florbela Espanca

quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

Jesus


          Jesus é o filho de Deus feito homem, nasceu à 2014 anos.
          Jesus veio ao mundo para nos salvar, morreu na cruz, aceitou o seu destino, pensando ele que nos salvava. E agora quem nos salva? Será que Deus vai outra vez, mandar alguém para nos salvar, não sei não, agora talvez seja tarde de mais.
 
      carmita/Dez/2014


terça-feira, 23 de dezembro de 2014

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

E Ela disse-me


     Quando alguma coisa corre mal, tiras daí uma lição: Só erra quem não sabe, aprende e não voltarás a errar.

domingo, 21 de dezembro de 2014

FELIZ NATAL

         FELIZ NATAL A TODOS, AQUELES QUE AO LONGO DESTES MESES TÊM PARTILHADO COMIGO, O MEU BLOG, E ME ESTIMULAM A CONTINUAR.
         DESDE O JAPÃO, CHINA, LUXEMBURGO, FRANÇA, INGLATERRA, BRASIL, CANADÁ,
ESTADOS UNIDOS AMÉRICA E PORTUGAL.
         QUE O ANO NOVO VOS TRAGA PAZ  E AMOR
       
        SEJAM FELIZES


      Carmita/Dez/2014

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Poesia de Amor

 AMOR

ESPERAR POR ELE
VIVER POR ELE
LUTAR POR ELE
MORRER POR ELE
NUM LINDO SONHO DE AMOR

XTORIASDACARMITA 20 3-2010

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Triste



                    Hoje estou triste, triste como um passarinho, sozinho numa grande gaiola.

                    A tristeza não vem de noite e fica dentro de nós.

                    A tristeza pode ser provocada, é a minha tristeza.

                    Como é que alguém pode ser tão mau, para um ser tão próximo.
  
                    Tenho o coração esfaqueado por palavras tão injustas.

                    Sofro porque estou doente e não consigo ferir ou magoar seja quem for.

                    Até quando vou aguentar?não sei.

                    Só sei que não posso mais. Ter sido um erro de alguém no passado, não faz de mim um mártir. Até quando meu Deus? Estou a fraquejar, é Natal e não me deixam ser Feliz.

1ª parte de Triste

              Carmita/Dez2014

                    

            
                   

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Palavras que roubei



      O amor é fogo que arde sem se ver;

      É ferida que dói, e não se sente;

      É um contentamento descontente;

      É dor que desatina sem doer.

              Luís de Camões

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Palavras que roubei



  Saudades! Sim...Talvez...e porque não?...

  Se o nosso sonho foi tão alto e forte

  Que bem pensara vê-lo até à morte

  Deslumbrar-me de luz o coração!

            Flor bela Espanca


sábado, 13 de dezembro de 2014

MAIS UMA VEZ
Á LUZ DAS VELAS
MAIS UMA TAÇA
OUTRA, OUTRA E OUTRA.
NÃO SEI O QUE VEJO NELAS
A NECESSIDADE DE ESQUECER O PASSADO?
A VONTADE DE ENFRENTAR O FUTURO?





PAREI OLHEI ESCUTEI E EM FRENTE ANDEI!
O MUNDO GIROU A MINHA VOLTA
QUANTO MAIS ELE GIROU.......
MAIS FORÇA TIVE PARA CONTINUAR
 E CONTINUEI....

cARMITA/2O11


quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Palavras que roubei

  

                   Admira a Lua,
                   sonha com ela,
                   mas não queiras trazê-la para Terra.


      Fernando Pessoa

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

SUSTO


Passou por mim,
Leve solto e livre.
E disse-me:
Não deixes de AMAR.
Olhei era um belo pássaro colorido,
Da cor do AMOR

    Carmita/2010








segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Poesia (amor)



ESPERAR POR ELE
VIVER POR ELE
LUTAR POR ELE
MORRER POR E
LE
NUM LINDO SONHO DE AMOR

CARMITA 20 3-2010


quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Por onde andará ela


    Sempre de cabeça erguida, enfrentava a vida com alguma altivez, ou seja com orgulho.
    Aqueles olhos lindos, sempre muito bem pintados, o que a tornava ainda mais bela e feliz.
    O sapato de salto 8 cm, dava-lhe elegância e um charme muito especial.
    Podia usar uns chinelos, mas sempre de salto alto. E deles nunca descia.
    Onde foi parar, esta criança, esta jovem,  esta mulher, esta linda mãe?
   
    Foi parar a uma lixeira, com certeza para ser reciclada, e transformada em papel de embrulho.



                     Nov/o9-xtórias da carmita

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014



NÃO GOSTO DE ESTAR SÓ.
ÀS VEZES TENHO MEDO DE ESTAR SÓZINHA.

DE QUÊ?
NÃO SEI.

SÓ SEI QUE UM DIA, VOU ESTAR INFINITA E ETERNAMENTE:


              

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

E Ela disse-me

 

         Eu gosto deste, tu gostas daquele, na verdade, eles são os mesmos interesseiros, corruptos, sem amor a nós, e principalmente à Pátria.

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

E Ela disse-me:

Achas que sou feliz?
              Eu todos os dias me levanto e tenho esperança, mas nada de novo me acontece.