quarta-feira, 22 de abril de 2015

A Vida, a vida



         Cada dia é uma carta fechada. O dia chega com sol ou com chuva mas nenhum é igual ao anterior.
         Vivemos na expectativa de como será, o que vem e como o vamos enfrentar a vida Há ansiedade, há expectativa, uma vontade de sermos felizes, uma vontade de viver em paz, mas logo  na volta de um segundo, tudo se transforma e aquilo que nos parecia luz, torna-se trevas e da paz passa-se à calamidade.
          Então e mais uma vez, ficamos à espera que depois da tempestade vem a bonança. a vida é sempre vivida, consumindo-nos levando a que esta vida seja muito rápida assim vivida, e rápida termina.

      Carmita/Abril/2015