quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Uma criança, um coração

*:
         Uma criança, um chapéu de chuva e um monte de corações. Uma criança não precisa de mais nada, senão  de amor, carinho e uma chuva de corações. Mas a realidade, não, não é esta, vivo triste desconsolada, por ver, saber e não fazer nada.!!!

quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

Mais um Natal



                  Mais um Natal, pedimos saúde, paz e amor....mas não chega, depois de um ano cheio de perturbações, as guerras e por consequência, os seus desalojados, que vieram para a Europa, tentar um lugar ao sol, nesta Europa ensombrada, não é nada fácil pensar neste Natal. Às nossas crianças, temos que tentar dar felicidade e mesmo que não nos apeteça sorrir, elas precisam desse sorriso, e um aperto caloroso, ao estarem no nosso colo, e um beijo cheio de ternura, tentando, que ainda tão pequeninos, não se apercebam muito desta miséria que é o Mundo.



terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Palavras que roubei:


            ......Assim vou eu, bêbedo melancólico,
            guitarrista lunático, poeta,
            e pobre homem em sonhos,
            procurando sempre Deus entre a névoa.


                     António Machado
Arquivos de Ilustração - 3d, branca, pessoas, frenchman. Fotosearch - Busca de Imagens Clip Art, Desenhos, Impressões de Artes Finas, Illustrações e Vetores Gráficos EPS

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

E Ela disse.me






         Nasci dizem que era fofinha. A minha vida ficou marcada, pelo facto de ter sido concebida antes de tempo.Em criança fui castigada sem fazer nada, andaram sempre em cima de mim, pelas mais estupidas razões, pelo meu irmão, mais novo que eu  três anos, tive sempre muito cuidado e sentido de protecção. Os anos passaram, tive dois filhos, sou casada à quarenta anos, e procurei sempre ir por bons caminhos, mas.....até hoje, levo pontapés verbais, do ser  que eu adorava que ao menos me desse valor e me acarinhasse. É horrível, é um sofrer estúpido. magoa e dói muito, a minha saúde não é boa, nada mesmo, e eu pergunto porquê, porque é que tem que ser assim! Apetece-me chorar, nestas horas e são muitas, fico desorientada, porque é que não me deixam ser feliz. Claro que não vou parar de viver, de rir quando puder rir, mas a minha auto estima nestas altura desce abaixo do chão, fico abaixo dos tapetes e apetece-me meter dentro de uma caixa, onde não me possam ver, e me deixem em paz.......já não posso mais....

       Carmita/Dez/2015


*☆ Black Rose ☆*:

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Os meus anos 60/70

Nina de San:  

       Recordações, ou comparações,  esta crise que nos domina, levou-nos a esquecer as coisas básicas,quantas de nós deixamos de ir ao cabeleireiro, por falta de dinheiro, sim, agora é moda dizer que tudo é supérfluo, que há muitos necessitados, é um embrulho real, mas a auto-estima que perdemos, essa ninguém avalia. Nem psicólogos, nem políticos, nem economistas , ninguém pode avaliar, pois todos falam, mas todos ou ninguém tem razão.
       Saudades eu tenho, não abdico de ser mulher, nem admito, que uma mulher, não se arranje, a beleza, não faz mal a ninguém, antes pelo contrário.

        Carmita/Dez/2015


Ps: Chamem-me o que quiserem......

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

E Ela dise:me



   

                          Quando as dores vêm dos pés até à nuca, é um desespero. Deito-me, sento-me, falo,fico calada, tomo mais um comprimido, não tomo nada, é uma vida desfeita. Só eu sei o descontrolo, que vai dentro de mim. Penso nos que sofrem,mais que eu , mas não deixo de estar destroçada, porque não consigo fazer mais nada, pergunto qual é o futuro, ainda fico mais triste,depois de ver que pouco há fazer, então fecho-me no meu Mundo e fico cada vez mais sózinha sentido-me abandonada.


Vida:

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Nem a todos a chuva perturba

Andre Kohn - Rain or Shine     Quando se ama nada nos perturba, o amor torna-nos mais fortes, mais audazes, e nem um temporal nos impede de namorar, nem a chuva nos molha. Todos passam correndo, olhando de lado para nós, será que eles já tiveram apaixonados, de certeza que não, senão ririam e nem para nós olhavam. Amar é doce

segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Um dia de chuva

Andre Kohn:  

Dias de chuva deixam-me triste e deprimida, esqueci-me do tempo em que era criança e o tempo de chuva levava-me a dançar, a chapinhar nas poças, ao ponto de ficar encharcada e arranjar uma amigdalite, e com isso ficar em casa, faltando à escola.O tempo passou, ficou a recordação dos bons tempos de criança, que mesmo assim não apagam esta dor no peito!

Carmita/Dez/2015

sábado, 12 de dezembro de 2015

E Ela disse:me



           O homem com esperança, nunca a perde. Conhece os seus limites, as dificuldades da vida humana, e luta para melhorar o Mundo.

   

sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Palavras que roubei:



                         O amor, tanto na ansiedade dolorosa como no desejo feliz, é a exigência de um todo.Unicamente nasce e subsiste se fica uma parte por conquistar. Só se ama o que não se  possui por completo.

         Marcel Proust

quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Para ti Rosas, para mim um copo






                  Para ti rosas, para mim um copo, para esquecer o desespero de te amar, sem tu saberes.

                  Um copo, e mais um copo, até ficar trôpega. Mais outro e outro, até deixar de pensar, e adormecer, com a sensação que estou a andar, numa roda gigante, muito, muito brilhante, contigo a meu lado.

Resultado de imagem para copos de gin



segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Os inhos e as inhas da vida

Eras uma sementinha
Tornaste-te num ovinho.
Nasceste, ficaste um passarinho
Voaste, suave, de vagarinho.
Saíste do teu ninho,
Viste um passarinho…
Voaram juntinhos
Construíram um cantinho.
E hoje no vosso raminho,
Felizes olham as estrelas
Que vos abençoam, sorrindo.


.

domingo, 6 de dezembro de 2015

Dezembro mês de nostalgia



                       É em Dezembro, que fico nostálgica e deprimida.. Porquê? perguntam-me, se é o mês do Natal,  o Natal que eu tanto adoro, mas cada vez mais fico dividida como gostar do Natal, quando no Mundo há cada vez mais tristeza, injustiça e miséria??????
                       Passam os dias e eu penso na minha família, sobretudo na minha neta que chegou até nós à dois  anos e meio, não resisto, e caminho para a consoado, e para o dia de Natal, com um sorriso de felicidade, pelos mais novos e a alegria que eles nos dão.


Ps:mas não consigo esquecer aqueles que foram postos de parte pela sociedade e pela politica dos grandes "senhores do Mundo"