sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

E Ela disse.me






         Nasci dizem que era fofinha. A minha vida ficou marcada, pelo facto de ter sido concebida antes de tempo.Em criança fui castigada sem fazer nada, andaram sempre em cima de mim, pelas mais estupidas razões, pelo meu irmão, mais novo que eu  três anos, tive sempre muito cuidado e sentido de protecção. Os anos passaram, tive dois filhos, sou casada à quarenta anos, e procurei sempre ir por bons caminhos, mas.....até hoje, levo pontapés verbais, do ser  que eu adorava que ao menos me desse valor e me acarinhasse. É horrível, é um sofrer estúpido. magoa e dói muito, a minha saúde não é boa, nada mesmo, e eu pergunto porquê, porque é que tem que ser assim! Apetece-me chorar, nestas horas e são muitas, fico desorientada, porque é que não me deixam ser feliz. Claro que não vou parar de viver, de rir quando puder rir, mas a minha auto estima nestas altura desce abaixo do chão, fico abaixo dos tapetes e apetece-me meter dentro de uma caixa, onde não me possam ver, e me deixem em paz.......já não posso mais....

       Carmita/Dez/2015


*☆ Black Rose ☆*: